À BEIRA DO POÇO
_____________________________________________________________________________________________

A REALIDADE DO POÇO fez também parte da trajetória vocacional de Paula Frassinetti.  Sua vida e sua missão tocaram o poço em Quinto e o poço em Roma. Fonte cristalina e manancial inesgotável, o carisma de Paula é o poço à beira do qual nos colocaremos,

 “ como de um instrumento que nos ajudará a beber dessa água preciosa do CARISMA , reapropriando-nos dos traços dominantes da graça recebida por ela e que nos devem identificar, e que devemos expressar com novo entusiasmo e audácia, em formas novas de vida/missão.

Entrar profundamente, na espiritualidade de Paula Frassinetti, e descobri-la, a partir de sua forte experiência de Deus em Jesus Cristo, é algo que entusiasma e gera um forte chamamento a vivermos em “fidelidade criativa” para encarnar, no hoje da História, o que Paula e suas companheiras viveram em seu tempo. Só assim o CARISMA com que o Espírito a enriqueceu e enriqueceu a Igreja continuará a ser profecia para o nosso mundo.” (Documento de Espiritualidade)

A escola para formação dos leigos educadores prevê como terceira etapa,  o   APROFUNDAMENTO que vai requerer opção pessoal e adesão de cada um à proposta formativa, realizada em nível de província.  Essa etapa Inclui:

  • Curso de nove dias, distribuído em três módulos de três dias, em períodos sequenciais. São denominados : FRASSI I,   FRASSI II,  FRASSI III.
  • Retiros Espirituais a partir da Centralidade em Jesus Cristo, na dinâmica da contemplação

O POÇO NA PALAVRA DE DEUS

 

“Em certo campo, viu um poço e, deitados perto dele, três rebanhos de ovelhas, pois os rebanhos costumavam beber nesse poço.” Gen 29,2

“Então chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água. E acamparam junto às águas”. Ex 15,27

“Com alegria vocês todos poderão beber água nas fontes da salvação”. Is 12,3

“Javé será seu guia e lhe dará fartura até mesmo em terra deserta; ele fortificará seus ossos e você será como jardim irrigado, qual mina borbulhante, onde nunca falta água”. Is 58,11

“Como a corça bramindo por águas correntes, assim minha alma está bramindo por ti, ó meu Deus. Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo”. Sl 42

“O Senhor é o meu pastor, em verdes pastagens me faz repousar, para fontes tranquilas me conduz e restaura as minhas forças.” Sl 23

“ Quem estiver com sede, venha ! E quem quiser, receba de graça a água da vida.” Ap 22,17

“Jesus chegou, então, a uma cidade da Samaria chamada Sicar, perto do campo que Jacó havia dado ao seu filho José. Aí ficava a fonte de Jacó. Cansado da viagem, Jesus sentou-se junto à fonte. Era quase meio dia.”  Jo 4, 5-6

O POÇO EM QUINTO

No verão de 1835, em Gênova, ocorreu uma epidemia de cólera, que se propagou por Quinto e semeou morte e desespero. As Dorotéias correram para junto dos enfermos. Paula impedida, esperava-as à noite, no regresso da assistência aos empestados. Ajudava-as a tirar as roupas que tinham estado em contato com os enfermos para ela mesma lavá-las. Ainda hoje existe o poço de onde Paula retirou água para o exercício, entre as outras, dessa caridade heróica.

 

O POÇO EM ROMA - SANTO ONOFRE

]

“ÁGUA PARA NÓS E PARA VÓS!”

Paula escreveu com sua vida esta página maravilhosa!

Os irmãos garibaldinos

_ Irmã, dê-me de beber; estou a morrer de sede. A Irmã Francisca foi a correr avisar a Superiora. Paula desceu e encontrou-se diante dum jovem exausto. Ofereceu-lhe vinho.
_  Não. Dê-me água; estou a morrer de  sede!
Paula mandou tirar um balde de água fresquíssima do poço da cozinha e deu-lho; olhou para ele com ternura. Dava-lhe vontade de abraçá-lo como se fosse um dos seus irmãos. O rapaz agradece, volta para o acampamento que ficava perto e leva a notícia: _ Há água no convento! Dali a pouco, apresenta-se o comandante na portaria e pergunta por Paula.
_ “Madre, os franceses cortaram a condução das águas e os meus homens estão a morrer de sede.”
Paula respondeu: _ “Enquanto houver água para nós, também haverá para vós”.
Dá ordens às Irmãs que tirem água sempre que algum soldado a vier pedir. Mas o comandante protesta que nunca permitirá que as Irmãs façam semelhante esforço. Assegura que nenhum dos seus soldados lhes faltará ao respeito.
Os Garibaldinos entram e saem de Santo Onofre com toda a liberdade; de noite, montam a guarda à casa para a defender contra as quadrilhas de bandidos e, antes de irem para o acampamento, passam a pedir uma palavra amiga, uma oração. Parece-lhes que assim até a morte conseguirão enfrentar com coragem e serenidade.

 

O POÇO DO CARISMA DE PAULA

“Neste mundo, somos chamados a colaborar com a ação de Deus, reexpressando a espiritualidade que Paula nos legou”. (Documento de Espiritualidade)

Reconhecemos, com profunda alegria e gratidão, a presença ativa e o compromisso de todos no caminho percorrido, sobretudo no interesse pelo estudo dos documentos das nossas origens que suscitou, em muitos, o desejo e o entusiasmo pela espiritualidade de Santa Paula...” XIX  Cap. Geral - 2003

“O Carisma de Paula não é apenas pertença da Congregação, mas um dom à Igreja para o mundo, para quem nele encontra uma fonte de inspiração, paradescobrir e assumir a sua vocação laical na Igreja.” XX   Cap. Geral - 2009

Deus continua a chamar muitas e muitos para que, de diversos modos e em variados campos de missão, expressem este Carisma na sua vocação laical.”  XX Cap. Geral  - 2009

“Essa missão é de Deus. A Ele compete sustentá-la, dilatá-la e fazer com que seja para sua glória.
Portanto, coragem e abandono filial em Deus”.
Carta 331

 
____________________________________________________________________________________________________________________
........................................................................................................................................................................................................................................

 

   
Escolas da Província Brasil -Sul

Colégio Santa Dorotéia de Belo Horizonte


Congregação de Santa Dorotéia do Brasil - © Copyright - Todos os direitos reservados.
Web interface - Depto. Informática e Novas Tecnologias - Colégio Santa Dorotéia de Belo Horizonte