Bibliografias
NOTÍCIAS
_____________________________________________________________________________________________

Educadores de Belo Horizonte celebram a Santidade de Paula Frassinetti

publicado em 14.6.21
..........................

No dia 8 de junho de 2021, reunidos em formação permanente de leigos, tivemos a oportunidade de refletir sobre a santidade de Paula Frassinetti no contexto da Gaudete et Exsultate do Papa Francisco, em seu chamado a toda a humanidade para o alcance da Santidade.

Vivenciamos a formação em três momentos:

  1. No primeiro momento, revisitamos as Constituições Lumen Gentium do Concílio Vaticano II, onde a santidade nos é apresentada como dom de Deus e está sempre disponível a todos os batizados.  Segundo o Papa Francisco, “antes de tudo, devemos ter bem presente que a santidade não é algo que nos propomos sozinhos, que nós obtemos com as nossas qualidades e capacidades. A santidade é um dom, é a dádiva que o Senhor Jesus nos oferece, quando nos toma consigo e nos reveste de Si mesmo, tornando-nos como Ele é”.
  2. No segundo momento da formação, abrimos para um momento de diálogo e partilha, em que, espontaneamente, cada educador pôde dizer dos ecos e ressonâncias deste propósito de Santidade em sua lida de educador em uma Escola Doroteia.  Depois realizamos um paralelo entre a Santidade na concepção de Paula Frassinetti e o texto da Gaudete et Exsultate.

    Santidade em Paula Gaudete et Exultate
    "Coragem! Percorrei com alegria o caminho que conduz à verdadeira e perfeita santidade, atendendo ao vosso aperfeiçoamento em todas as vitudes." (Carta 867,9) "Não tenhas medo da santidade. Não te tirarás forças, nem vida nem alegria. Muito pelo contrário, porque chegarás a ser o que o Pai pensou quando te criou e serás fiel ao teu próprio ser."
    "Tenhamos pressa de nos fazermos santos..." (Carta 296,2) "Cada cristão, quanto mais se santifica, tanto mais fecundo se torna para o mundo."
    "Coragem, a Divina Providência colocou-a no caminho mais curto para chegar à santidade, que é precisamente o do sofrimento físico e espiritual." (Carta 484,2) "A santidade não te tornas menos humano, porque é o encontro da tua fragilidade com a força da graça."
    "Procuremos fazer-nos santos na cruz em que Deus nos colocou, suportando-nos a N´s mesmos, em epscial quando sentimos mais peso das nossas misérias, e suportanto também as misérias alheias." (Carta 727,3) " O santo não gasta seu tempo e as suas energias a lamenta-se dos erros alheios, é capaz de guardar silêncio sobre os defeitos dos seus irmãos e evita a violência verbal que destói e maltrata, porque não se julga digno de ser duro com os outros, mas considera-os superiores a si próprio."

  3. No terceiro e último momento da formação, realizamos um louvor e bendição a Deus pela vida e santidade de Paula Frassinetti e o nosso intento de viver a Santidade no Cotidiano. Todas as nossas intenções foram entregues ao Coração de Jesus.

 

 
 
 


Congregação de Santa Dorotéia do Brasil - © Copyright 2021 - Todos os direitos reservados.
Web interface - Depto. Informática e Novas Tecnologias - Colégio Santa Dorotéia de Belo Horizonte