Bibliografias
NOTÍCIAS
_____________________________________________________________________________________________

Educadores de Belo Horizonte se reúnem para a Formação Permanente de Leigos em julho

publicado em 8.7.22
..........................

Conselhos para o tempo de férias (e mais)...

No fechamento da Formação Permanente de Leigos neste primeiro semestre de 2022, reunimo-nos para uma interlocução do Carisma de Paula Frassinetti, a partir da obra “Paula em Mosaico”, da Ir. Diana Barbosa, com as reflexões da filósofa italiana Ilaria Gaspari sobre a felicidade.

A Formação contou com a apresentação do Coral Infantojuvenil e de Pais, Professores e Funcionários da nossa escola. Com um repertório diversificado no cancioneiro popular brasileiro, regido pela maestrina Cláudia Duarte, o Coral trouxe para os educadores a porta de acesso ao belo, ao simples e a tudo que alimenta o espírito e a alma.

Depois, passamos à interlocução de Paula Frassinetti com a filósofa Ilaria Gaspari. Em sua obra “Lições de Felicidade”, publicada em 2020, a professora de Filosofia propõe uma revisita a algumas escolas da Filosofia Antiga a fim de extrairmos dali algumas pistas e lições para se atingir a plenitude e o contentamento.

Na Formação Permanente de Leigos deste dia 5 de julho, aproximamos o Pitagorismo de Ilaria Gaspari do nosso “Paula em Mosaico”. A Escola de Pitágoras, que existiu nos séculos VI-V a.C., se apresentou como um arranjo composto de muitas regras de conduta para um estilo de vida que mesclava o racionalismo (matemático) com uma percepção místico-religiosa da condição humana e do mundo.

De um conjunto de 15 regras, Ilaria buscou o entendimento de algumas delas nas obras de Ovídio, Diógenes, Jâmblico e Shakespeare. Servindo-nos deste entendimento, trouxemos para esta interpretação a sabedoria e mística de Paula Frassinetti em suas cartas e no arranjo (puzzle) de Ir. Diana Barbosa:

O Pitagorismo e o Carisma

Pitagorismo Interpretação Paula Frassinetti

“Não pegue algo que caiu no chão.”

- Ficar atento e presente no que se está fazendo para que não caia...

- Cuidar da organização das coisas e da vida...

- Se caiu... Acabou... Vida que segue!

Paula Frassinetti, Mulher do Momento Presente

“Vivo dia a dia sem pensar nem no passado nem no futuro, e por isso só levo um pouco do peso do presente” (Carta 495,3).

“Habituemo-nos a viver dia a dia, e pensemos unicamente em cumprir, cada dia, os nossos deveres, deixando a Deus o cuidado de todo o resto” (Carta 520,3).

“Deixemos o passado e pensemos unicamente em fazer muito bem no presente” (Carta 407,7).

“Não façamos vigília às desgraças...” (Carta 528,3).

"Não deixe marcas nas cinzas, revolva-as quando retirar a panela do fogo.”

"Não deixe marcas do corpo nos lençóis, alise-os."

“Não despedace o pão.”

 "Não morda um pão inteiro.”

- Quais são os rastros que deixamos por onde passamos?

- O que fica impresso em nós daquilo que somos, fomos e fizemos?

- Pão supõe COMPANHIA (COM + PANNIS).

Paula Frassinetti, Mulher dos 3 Ps

Pouco: “Faça o pouco que pode, sem se violentar” (Carta 595,4).

Pequeno: “Sede fiéis nas coisas pequenas: nunca é pequeno o que dá gosto ao Senhor” (OEP, p.12,11).

Possível: “Não são tempos de dar passos em frente, mas de procurar aguentar-se como se pode. (...) vá devagar, que jamais se arrependerá” (Carta 129,3).

Paula Frassinetti, Mulher do COR UNUM

“...deveis ser uma só alma (...); que se veja que estais unidos por um vínculo de verdadeira caridade” (OEP, p.12,II,3).

"Não use ferro para atiçar o fogo.”

"Não permita que as andorinhas compartilhem do seu teto.”
 
“Não coma coração.”

- Cuidar do equilíbrio interno.

- Evitar a impulsividade.

- Moderar a língua e o juízo diante da realidade e das pessoas.

Paula Frassinetti e a Medicina Caseira

A tranquilidade, pode dizer-se, é o único remédio para o fígado” (Carta 163,2).

“(...) tenha cuidado e esteja tranquila, porque para as doenças do coração a tranquilidade é quase o único remédio eficaz” (Carta 221,1).

"Não caminhe pelas ruas principais.”

- Quebre a rotina.

- Saia do previsto.

- Supere a si mesmo.

- Surpreenda-se!

A itinerância em Paula Frassinetti

“Não julgue, porém, meu caro pai, que tomei gosto pelas viagens, pelo contrário, tornam-se-me cada vez mais pesadas, aborrecidas e enfadonhas; mas, se as circunstâncias assim o exigirem, tenho de fazer da necessidade virtude” (Carta 61,5).





 

 
 
 


Congregação de Santa Dorotéia do Brasil - © Copyright 2022 - Todos os direitos reservados.
Web interface - Depto. Informática e Novas Tecnologias - Colégio Santa Dorotéia de Belo Horizonte